19 de mar. de 2019

Os parques de Maceió contarão com programação de férias

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável (SEMDS) planejou diversas atividades nos parques municipais de Maceió durante as férias para incentivar crianças e adolescentes aos cuidados com o meio ambiente

Por: Iara Alencar, Jardel Omena, Marina Lins, Natália Brasileiro e Yasmin Araújo.

O Parque do Horto, inaugurado no dia 29 de setembro de 2018, é uma área de lazer com três trilhas que somam 1,8 km onde maceioenses e turistas podem usufruir de práticas esportivas e unir a família em um ambiente natural e preservado. O espaço em questão possui uma extensão de 55,43 hectares e fica localizado atrás da sede administrativa do Ibama, na Avenida Fernandes Lima, bairro Gruta de Lourdes. O Parque é administrado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Semds) em união com o Ibama.

De acordo com a estagiária do Núcleo de Educação Ambiental do Parque do Horto, Paula Nascimento, os eventos maiores, como o ecoférias, que aconteceu no período de dezembro à Janeiro, são geridos pela Secretaria, já as atrações menores, como as palestras ambientais, são administradas pelo próprio núcleo ambiental do parque.

“A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Semds) junto com o Ibama criaram o Parque do Horto. A maioria das atividades e projetos é organizada pela Secretaria. A ecoférias foi um exemplo disso. As atividades foram realizadas no parque municipal, na praia e no próprio parque do horto.” 



A população que buscou outro tipo de entretenimento pôde presenciar no ecoférias um aulão de muay thai com o objetivo de mostrar aos visitantes novas maneiras de concentração. A divulgação das atrações e festividades foi e continua sendo feita através de um único meio de comunicação, é o que explica Paula. 

“Atualmente nossas atrações só são divulgadas através do site da semds. Como aconteceu no ecoférias; o evento foi aberto ao público e não existia inscrição, pois o espaço é aberto ao público. Os pais trouxeram as crianças e todos se divertiram.” 

A estagiária conta que os eventos acontecem no último sábado de cada mês, onde são debatidos temas ecológicos que servem para conscientização da sociedade quanto à importância de se preservar o meio ambiente. Paula Nascimento enfatiza que poucos eventos foram realizados, mas que a prioridade das festividades é sempre tornar o telespectador um multiplicador de informações.

“O único evento grande que podemos citar é o ecoférias que aconteceu no final de dezembro e se estendeu até janeiro. A prévia carnavalesca que ainda ocorrerá no dia 09 Parque do Horto recebe diversas visitas ao decorrer do ano – Foto: divulgação/prefeitura de Maceió de fevereiro também é um projeto macro para o que costumamos fazer. O objetivo principal do Parque do Horto é introduzir a educação ambiental no cotidiano, trabalhando com as crianças e com a população em torno.”

Ainda sobre a prévia carnavalesca infantil que ocorrerá no mês de fevereiro, Paula Nascimento encoraja os pais a levarem seus filhos ao Parque para que agreguem conhecimentos de forma dinâmica e saudável. 

 “A prévia carnavalesca infantil ambiental agregará conhecimentos a todas as faixas etárias, onde contaremos histórias e percorremos trilhas de educação ambiental com o pessoal do Ibama. Na área do piquenique serão implantados os foodtrucks para a comodidade dos visitantes.”

Thaynnar Salgueiro, estudante de direito, escolheu o parque do Horto para aproveitar seu sábado, após ver a foto de um amigo no local. Questionado sobre como foi a experiência, ela declara “É muito lindo lá, você vê como é feita essa preservação. Até tem um lugarzinho lá que você pode ver as mudas das plantas. E nas árvores tem os nomes delas - como eu vi o Pau-Brasil”.

A estudante relatou que quando foi, não tinha nenhuma atração. “Seria legal alguma atração onde as pessoas ficam sentadas conversando e lanchando. Poderiam colocar alguém pra cantar, já que só abre aos sábados”, sugere. O local não tem nenhum veículo oficial além do site da secretaria.

“Acho que deveria ser mais promovido sim. Até porque quase ninguém conhece esses parques. E eu acho que é uma forma de incentivo à preservação, e pra você saber que na sua cidade tem políticas ambientas”. 

A Prefeitura Municipal de Maceió e o Ibama estão sendo de fundamental importância para a desmistificação de que o meio ambiente é capaz de se regenerar. Dado este frisado na criação do projeto Sábado do Saber Ambiental. A ideia central é trazer especialistas sobre ecologia para informar aos visitantes do parque a importância de preservar a fauna e a flora.

No dia 23 de fevereiro ocorrerá a 4° edição do sábado do saber ambiental, onde a intenção é tratar de temas importantes da área ambiental, como por exemplo o defeso do caranguejo, licenciamento ambiental e a importância do manguezal. O evento contará com palestras, mesa redonda e dentre outros atrativos para que o público possa ter acesso esses conhecimentos.

Para a felicidade dos turistas e dos alagoanos, Maceió não conta apenas com um parque, mas sim com dois. O Parque Municipal está localizado no bairro do bebedouro, onde conta com cinco trilhas acessíveis ao público, de acordo com administração do parque o espaço é visitado mensalmente por duas mil pessoas, além do mais é possível ver diversos animais, como Jacarés-de-papo-amarelo, Frangos d’água, Tatus Bola, Cágados de Barbicha, Preguiças, Saguins, Gaviões Falcões, Corujas, Raposas, Tamanduás Mirim e Cobras.

Jeroan Herculano, estudante de Design da UFAL, fez uma visita ao Parque Municipal após sua inauguração. Ele fala sobre a importância do parque para a cidade de Maceió, o contato do homem com o meio ambiente no coração da capital e também alguns fatores que precisam ser melhorados.

Sua primeira experiência não foi muito agradável em termos de receptividade. Jeroan afirma que enfrentou algumas dificuldades em se localizar. “Tive uma boa experiência ao visitar o parque, mas ao chegar ao parque não tive ninguém para me receber e não tinha restrição dos lugares onde poderia ir. Já a sinalização não é boa, fiquei um pouco perdido, não sei se é proposital, mas muita gente não gosta de se sentir assim.”

Apesar da precariedade de avisos, o estudante universitário enalteceu a diversidade florestal presente no ambiente e incentivou à população a frequentar o lugar. “É um passeio com muito potencial, faz com que você conheça uma parte da natureza que não está acostumada em Maceió. Acho válido entrar em contato com a natureza estando em um espaço tão próximo da cidade, é maravilhoso. Você pode conhecer árvores nativas e até animais se der sorte.”

Já Eduardo Feitosa, estudante de Medicina da UFAL, visitou o parque meses após sua inauguração, ou seja, na fase experimental de visitas. “O parque municipal de Maceió é um ambiente bem acolhedor e de uma ótima energia. Pude notar que existem placas de sinalização e que ainda está havendo reformas para atender melhor o público visitante.” relatou o estudante.

 Quando questionado sobre a importância do Parque Municipal para a cidade, ele fala que “O espaço traz uma visão da importância de nossas fontes naturais e de como a preservação delas para a fauna é fundamental.”. Eduardo afirma que não chegou a ver nenhuma atividade sendo realizada no parque, porém, destaca a importância da visita, e o contato do homem com a natureza, pois reforça a necessidade de preservar a vida de forma coletiva.

Para quem tem interesse em conhecer um lugar calmo e tranquilo durante o seu tempo livre, o parque do horto abre ao público geralmente aos sábados e seu horário de funcionamento é das 08h às 17h. Nas terças e quintas, a visitação só será feita mediante a agendamentos de escolas para atividades educativas relacionadas ao ecossistema. Já o parque municipal fica aberto ao público de terça-feira a domingo, das 08h às 17h. Para visitas monitoradas ou em grupo é necessário um agendamento prévio pelo e-mail agendaparquemunicipal@gmail.com.