11 de set. de 2010

EDUFAL LANÇA SERTÃO GLOCAL DIA 15 EM MACEIÓ




por: Magnolia Rejane Andrade dos Santos, em Notícias no dia 12/09/2010





A obra será lançada em Maceió e em Santana do Ipanema


O livro Sertão Glocal é uma reunião de textos de vários santaneses, de nascimento ou de coração, bem como de estudiosos convidados a refletir sobre obras de santanenses que marcaram época em seus campos de atuação como Breno Accioly. Organizado pelos professores José Marques de Melo, da Universidade Metodista de São Paulo (UMESP) e Rossana Gaia, do Instituto Federal de Alagoas (IFAL), o livro consolida uma parceria de 10 anos da dupla com trabalhos em caráter de voluntariado e sai com o selo da Editora da Universidade Federal de Alagoas (EDUFAL). “Desde o primeiro momento em que relatei à reitora Ana Dayse Dórea nossa intenção de pesquisa, ela nos deu o suporte institucional necessário para que concretizássemos a ideia”, recorda Marques de Melo, que é professor honoris causa da UFAL, desde 2003.



O professor Marques de Melo destaca que todos os autores também possibilitaram a realização, a partir do momento em que cederam direitos autorais à instituição. A reitora não somente deu o apoio necessário, mas aceitou o convite para assinar o prefácio, intitulado poeticamente “Ser tão, Sertão”. Ela própria sertaneja de Pão de Açúcar promoveu uma lúcida análise sobre a realidade sertaneja, a partir dos múltiplos olhares dos escritores sobre a cidade. Os organizadores observam que retornar à pequena cidade na qual viveram partes de suas vidas é uma forma de agradecer todo o aprendizado afetivo e intelectual obtido no sertão.

Pensar o conceito de sertão requer, em nosso século, identificar novas questões, daí o titulo “Sertão Glocal”, conforme explicam os organizadores: “A ideia de glocalidade alia as tensões típicas da contemporaneidade. A dicotômica relação entre o fluxo global em contraponto ao local, longe de se contraporem, constroem uma percepção singular de entender um dado povo ou região. No caso santanense, as produções reunidas no livro ilustram bem o quanto a cidade se impõe como marca cognitiva e se desdobra em novos saberes para os que de lá saíram e para onde sempre voltam, num mapa intelectual com rotas precisas e que nos inspirou o título”.

Participam da edição, além dos organizadores, os seguintes escritores: O médico Aguinaldo Nepomuceno Agra, autor de vários livros na área de saúde pública e que já confirmou sua presença no lançamento em Santana do Ipanema, a cineasta Aída Marques, o escritor Djalma Carvalho – que há muitos anos escreve crônicas sobre o cotidiano santanense -, as professora Edilma Bonfim, Enaura Quixabeira, Flávia Cerullo, Magnólia Rejane Andrade dos Santos, Renira Lisboa, a antropóloga Luitgarde Cavalcante Barros, a escritora Lúcia Nobre, o jornalista Maikel Marques de Melo, o professor José Pinto de Araújo, os escritores Socorro Ricardo e Marcello Ricardo Almeida, o historiador Marco Marques Pestana e o engenheiro Wirgílio Agra, que comanda o blog Saudações Caetés. A capa foi uma criação da professora Áurea Rapôso, também do IFAL.

Na etapa de lançamento do Livro, os organizadores contam com apoio do Instituto Zumbi dos Palmares, em Maceió que cedeu o espaço Cultural Linda Mascarenhas (vizinho ao CEPA), onde acontecerá o lançamento no dia 15 de setembro (uma quarta-feira), às 19 horas. Em Santana do Ipanema, os organizadores contam com o apoio da prefeita Renilde Bulhões, através das equipes que integram as secretarias de Educação e Cultura, além do Colégio Cenecista (o antigo Ginásio Santana). O município garantiu o auditório da Câmara Municipal, onde haverá o lançamento do livro no feriado de 16 de setembro, às 10h30. “Para nós o lançamento em Santana se reveste de um grande importância, porque desde o início das nossas discussões, quando o livro ainda era projeto, nossa intenção foi não somente homenagear, mas prestigiar a cidade e os seus moradores”, explica a professora Rossana Gaia que esteve em Santana recentemente para a aula inaugural da UFAL. A professora conta que alguns amigos comentaram no mesmo dia, que assistiram sua apresentação virtualmente , no portal Maltanet. “São essas novas possibilidades de contato que nos permitem ter certeza que o livro chega num ótimo momento de reflexão”, conclui.

Fonte: http://www.maltanet.com.br/noticias/noticia.php?id=4414