19 de abr de 2010

PESQUISA COMBATE PRAGA DA CANA DE AÇUCAR

 

    Coordenado pelo professor Dr. Antônio Euzébio, a Universidade Federal de Alagoas/UFAL está desenvolvendo pesquisa na área de química, envolvendo um estudo de combate às pragas de cana de açúcar. A pesquisa analisa a herbívora da planta tentando entender a relação da planta com suas pragas, com os inimigos naturais das pragas, visando desenvolver uma metodologia de controle.

   O laboratório de Recursos naturais/LPQRN pesquisa o proteoma da cana  de  açúcar para desenvolver os mecanismos de defesa para o controle de pragas da cana sem afetar as demais espécies ali existentes. Não polui o meio ambiente como os agrotóxicos e é somente utilizada para essa espécie de planta.  O agrotóxico polui o solo além de fazer mal à saúde humana. O que leva os pesquisadores a busca por novos meios para evitar a poluição e os demais problemas dos ocasionados pelos inseticidas.
METODOLOGIA
   No caso da pesquisa referida, obtém-se na própria planta o componente que será utilizado como inseticida natural. A análise considera o estresse hídrico, que pode ser provocado por altas temperaturas e pela falta de água. O estudo da proteína da cana de açúcar no meio ambiente pode esclarecer como essas plantas podem sobreviver em ambientes sem água, melhorando a qualidade do plantio. Esses resultados devem subsidiar a melhoria do plantio, desenvolvido em qualquer ambiente.
   Controlando as pragas, controla-se também a economia destinada aos produtos derivados da cana, como o açúcar, o álcool e demais produtos. Esta é a base do programa brasileiro de biocombustivel, sendo portanto Importante para o aumento da produção e para venda com preços favoráveis.
Colaboração: Kleciana Vieira